logo

4 Tipos de manutenção industrial

20 de agosto de 2021
4 Tipos de manutenção industrial

Os tipos de manutenção industrial são usadas a fim de garantir um bom desempenho dos equipamentos, o fluxo produtivo e a vida útil das máquinas.

Por meio delas e dos avanços tecnológicos que se torna possível evitar maiores transtornos durante falhas operacionais e impacto financeiro negativo.

Além disso, a gestão adequada dos ativos garante a excelência operacional, integridade física dos funcionários e a competitividade.

Entre os modelos de manutenção industrial, temos:

Manutenção Corretiva

manutenção corretiva também é conhecida como manutenção de quebra, referindo-se a reparos que são realizados em uma máquina ou equipamento que parou de funcionar. 

Os componentes de uma máquina podem apresentar falhas a qualquer momento, por isso, esse tipo de manutenção industrial é a que geralmente custa mais caro para a empresa, tanto pela troca do equipamento, quanto pela parada na produção.

Porém, dependendo do nível de criticidade da máquina, é interessante ser aplicada. Um exemplo disso são equipamentos com baixo nível de utilização no qual sua parada não afeta negativamente na produção.

O controle da máquina não existe quando a manutenção corretiva é implementada. 

Quando há a aplicação de técnicas preditivas, a indústria poderá realizar a manutenção corretiva planejada, onde é possível identificar a perda no desempenho da máquina e programar seu reparo num momento mais oportuno. Neste caso já é identificada uma mudança na estratégia de manutenção para a Preditiva.

Vantagens

  • não envolve custos relativos ao monitoramento da condição e manutenção preventiva;
  • as máquinas não estão sujeitas a manutenção.

Desvantagens

  • tempo de produção desconhecido;
  • avarias secundárias e falhas catastróficas;
  • perdas de produção;
  • elevados custos de reparação;
  • ausência de controle das máquinas.

Manutenção Preventiva

Manutenção preventiva, também chamada de manutenção baseada no tempo, é a que segue um planejamento anterior, baseado em intervalos de tempo definidos ou de acordo com um critério preestabelecido.

O objetivo desta manutenção industrial é reduzir os riscos de falhas ou quedas de desempenho do maquinário. Como o nome já diz, a ideia é contenção de danos, economizando materiais, peças e mão de obra através do planejamento.

É um dos modelos utilizados na indústria e eficaz em prevenir falhas relacionadas ao envelhecimento do equipamento e é comum para máquinas em garantia pelo fabricante.

Rolamentos, engrenagens defeituosas, falhas mecânicas e elétricas em motores são exemplos de falha potencial, ou seja, que aparecem no ativo em estágio inicial, podendo evoluir.

Nesses casos, a manutenção preventiva é uma opção.

O técnico faz um planejamento para o reparo do equipamento, de modo que não afete a produção e consiga fazer com que a mesma volte a ter o desempenho esperado.

Vantagens

  • aumento de vida útil do maquinário;
  • redução de falhas não previstas;
  • redução do consumo de energia;
  • flexibilidade para intervenções planejadas;
  • diminuição no risco de falhas catastróficas;
  • menos perdas de produção;
  • maior controle da armazenagem e custos de sobressalentes.

Desvantagens

  • economia vista apenas em médio ou longo prazo;
  • ainda há risco de parada;
  • danos nas peças por manutenção excessiva;
  • aumento no custo de peças sobressalentes.

Manutenção Preditiva

A manutenção preditiva utiliza-se de técnicas e instrumentos para monitorar a condição ou saúde da máquina, o seu desempenho e indicadores de falhas potenciais, a fim de realizar manutenções pontuais no tempo certo e no menor custo possível.

Nela, os equipamentos são monitorados constantemente e há a possibilidade de identificação de falhas aleatórias que representam 80% dos padrões. O uso de sensores para coleta de dados é realizado durante a atuação da máquina.

Os DynaLoggers, sensores sem fio de monitoramento de vibração e temperatura da Dynamox, são um exemplo de tecnologia de ponta usada pela indústria 4.0 para manutenção preditiva.

Aprimorando técnicas de análises preditivas, o uso de machine learning (aprendizado da máquina) é mais uma tecnologia utilizada pela Dynamox.

Usando inteligência artificial, o sistema analisa a condição dos componentes monitorados e identifica aqueles que se encontram em condições críticas, sugerindo qual a natureza do defeito.

Estes resultados são mostrados em dashboards de detecção automatizada, tornando-se mais uma ferramenta para auxiliar todo o time de manutenção a identificar anomalias, priorizar ordens de manutenção e tomar decisões. 

Durante a pandemia, a manutenção preditiva tornou-se uma aliada no que diz respeito ao monitoramento remoto e o distanciamento através da análise por meio de sensores.

O acompanhamento da saúde dos equipamentos pelo registro de amostras contínuas têm mantido os setores em funcionamento, confiáveis e produtivos.

Vantagens

  • as perdas de produção não programadas são reduzidas;
  • otimização de recursos disponíveis;
  • antecipa o potencial de falhas;
  • prolonga o tempo de vida útil das máquinas;
  • elimina revisões desnecessárias;
  • aumento substancial da segurança dos colaboradores;
  • tecnologia com custo acessível.

Desvantagens

  • exigência de profissionais capacitados para análise de dados;
  • comprometimento dos gestores da indústria.

Manutenção Prescritiva

Por fim, a manutenção prescritiva refere-se ao conceito em que os dados podem ser analisados para prever quando ocorrerão eventos de falha, mas também recomendando as ações a serem tomadas.

Esse tipo de manutenção industrial eleva a qualidade de produção, identificando até meses antes, pontos críticos que podem gerar custos extras com as máquinas.

É considerada uma evolução natural da manutenção preditiva, por ir além em suas análises. E diferente da manutenção preventiva, não tem como base um cronograma que visa cobrir falhas. Sua implementação está associada à ISO 55000, destinada à gestão de ativos.

As análises e medições ocorrem remotamente, dentro dos parâmetros configurados e o técnico tem pouca necessidade de fazer checagem in loco.

O próprio sistema dispõe de inteligência artificial, que aprende a prever os padrões que antecedem cada tipo de falha a partir de informações continuamente alimentadas pelo histórico de Manutenções Corretiva e Preditiva.

Após essa análise, o sistema decide pela manutenção ou continuidade da operação. Esse processo otimiza o tempo dos técnicos em campo, relacionado ao ajuste e reparo de ativos.

A manutenção prescritiva tem mostrado resultados positivos, firmando-se como uma das novas tecnologias digitais mais promissoras da indústria 4.0.

Esse tipo de tecnologia é o que faz a indústria 4.0 estar em constante evolução, aprimorando e tornando o serviço de manutenção industrial ainda mais eficiente.

Frente ao cenário de crise econômica ocasionada pela pandemia do coronavírus, a tecnologia digital para manutenção prescritiva ganhou ainda mais importância. Em uma pesquisa realizada pela McKinsey com 400 empresas de diversos países e setores, 94% deles afirmam que a tecnologia 4.0 os auxiliou a não interromper sua operação; enquanto 56% afirmam que ela foi crucial para a resposta à crise.

Vantagens

  • dados levantados;
  • confiabilidade dos equipamentos otimizada;
  • tempo de vida útil das máquinas prolongado;
  • impacto financeiro significativo, pois favorece a redução de custos;
  • sugere ações pontuais com base nas possibilidades (mostra como é e como evitar que certa situação ocorra).

Desvantagens

  • exige planejamento e alto investimento em equipamentos e software;
  • necessita de profissionais capacitados e com formação adicional;
  • requer uma mudança de filosofia a todos os níveis.

Com base nas vantagens e desvantagens de cada tipo de manutenção industrial, você já decidiu qual delas é a mais adequada para sua empresa? Continue sua pesquisa com este incrível case de sucesso.


Somos excelência no que fazemos

  • isso-27001
  • gptw

Ficou com dúvida? Nós entramos em contato com você