Falha em rolamento de peneira vibratória captada com sensor de vibração

10 de janeiro de 2023
Falha em rolamento de peneira vibratória captada com sensor de vibração

Uma falha em um rolamento de uma peneira vibratória foi identificada pela equipe de manutenção preditiva da unidade de Carajás da Vale, no Pará, via sensores sem fio da Dynamox capazes de monitorar a condição do ativo de forma contínua.  

Em um processo de mineração, esse tipo de ativo é considerado crítico e de vital importância, por isso o monitoramento preditivo se faz tão essencial. 

A peneira da marca Haver&Boker é composta por dois acionamentos, sendo dois mancais internos e dois externos, e possui capacidade produtiva nominal de 1400 toneladas por hora.  

Durante o mês de setembro, o sistema de monitoramento apontou um alarme relacionado a evolução dos níveis de vibração registrado nas bandas captadas por um sensor que foi instalado em um dos mancais internos. 

Confira no vídeo ao fim deste texto algumas ferramentas utilizadas para identificar a causa raiz da evolução do problema. 

Visualizações 3D apoiam a análise de vibração 

Gráficos focados em aceleração e envelope apresentaram a evolução da falha para bandas específicas e principalmente nas frequências de rotação da máquina e posteriormente também excitando as frequências do rolamento, como pode ser visto a seguir na cascata de envelopes. 

Cascata 3D mostra as frequências e amplitude da vibração 

Para o especialista em vibração da Dynamox, Joel Nunes, o gráfico em 3D traz uma informação bastante relevante, pois o analista consegue trabalhar com a visualização em cascata e ver os espectros e envelope no mesmo gráfico, fator que proporciona a indicação da falha, podendo agregar informações na hora da identificação e apontar até mesmo se o problema está localizado na pista interna ou externa. 

Outro gráfico utilizado na detecção assertiva foi o de autocorrelação combinado com o a plotagem de forma de onda circular. Essa análise permitiu identificar o número de impactos em cada volta do eixo que nesse caso aponta para o número de elementos rolantes do rolamento. No vídeo abordamos o uso dessa ferramenta no detalhe.

Ferramenta da autocorrelação aponta o comportamento e os impactos da falha

Através de alertas gerados devido à evolução de vibração e das ferramentas utilizadas na detecção, a equipe de manutenção executou a intervenção oportuna antes que o ativo entrasse em falha operacional. 

Análise de vibração contribui para manutenção assertiva de rolamento

Durante a intervenção no ativo foi substituído o rolamento que apresentava marcas na pista externa e elementos rolantes. Além disso, após a desmontagem do rolamento foi identificado que o mancal apresentava desgastes no alojamento do rolamento. 

Além do mais, ficou evidenciado também marcas de corrosão que caracterizaram uma ovalização, fator que reduz drasticamente a vida útil do componente. Percebe-se ainda que a distribuição de carga realizada na circunferência da bolsa e do rolamento ficou comprometida devido os desgastes irregulares na circunferência da caixa.  

Corrosão no alojamento do rolamento com desgaste acentuado

Após intervenção realizada, a preditiva realizou novas medições a fim de verificar os níveis de energia de vibrações e efetividade da intervenção. De acordo com os dados coletados, os componentes encontram-se em condições normais de operação. 

Confira no vídeo abaixo o comparativo dos gráficos da intervenção no equipamento. A apresentação do case é feita pela nossa gerente de operações, Caroline Menegat e o especialista em vibração, Joel Nunes. 


Canais de Comunicação

Assine a newsletter e receba os nossos conteúdos

DynaPredict
Empresa
Conteúdo
Suporte
Unidades
icon

icon
icon
icon
icon
icon

@ Dynamox.

Todos os Direitos Reservados.

ISO
Great Place To Work

@ Dynamox.

Todos os Direitos Reservados.