logo

Blog

A gestão 4.0 na indústria  

14 de novembro de 2023

A transformação digital nas indústrias ocasionou mudanças nos métodos de gestão das equipes responsáveis pela realização das mais diversas atividades. No contexto da manutenção, a implementação de tecnologias avançadas para garantir o bom funcionamento do maquinário fez com que novas estratégias para a otimização do trabalho e coordenação das equipes fossem colocadas em prática. Já ouviu falar em Gestão 4.0?  

A indústria 4.0  

A indústria 4.0, também apelidada de 4ª revolução industrial, é um conceito que procura explicar a incorporação de tecnologias, a automação e a digitalização das atividades industriais. Ou seja, nesta nova era, a indústria passa a operar aliando ferramentas e soluções tais como inteligência artificial, IoT ou internet das coisas, dados em nuvem, big data, entre outros. Além disso, a inclusão dessas tecnologias proporciona a otimização de processos, garantindo o aumento da produtividade e a redução dos custos de produção. 

Segundo dados do CNI, a transformação digital nas indústrias possibilita um aumento médio de 22% na produtividade de micro, pequenas e médias empresas dos segmentos de alimentos e bebidas, metalmecânica, moveleiro, vestuário e calçados.  

A indústria 4.0 no Brasil 

A indústria brasileira ainda precisa superar grandes desafios para acompanhar o movimento de modernização observado a nível global. Entretanto, indústrias de diversos setores vem investindo em soluções digitais, adaptação dos processos tradicionais às novas demandas e no desenvolvimento de competências das equipes para atuarem em conjunto com essas novas ferramentas.  

A quantidade massiva de dados gerados por essas inovações acerca do processo produtivo, além de exigirem profissionais capacitados para identificar oportunidades de melhoria por meio dessas informações, também leva ao surgimento de novos modos de gestão e engenharias em todo o fluxo produtivo.  

O novo modelo de gestão na indústria 4.0 

A chamada gestão 4.0 surgiu no contexto das transformações digitais nas empresas. No caso das indústrias, isso não foi diferente.  

De forma abrangente, o conceito de Gestão 4.0 define um modelo de gestão que acompanha o movimento 4.0. Nesse contexto, a gestão tem o dever de acompanhar atentamente as mudanças do mercado, monitorar o surgimento de novas tecnologias e mapear o comportamento do cliente. 

No âmbito das indústrias, a transformação digital também significou uma transformação nas formas de gerir projetos e equipes. Os principais players da indústria atualmente possuem modelos de gestão pautados no desempenho operacional, adotando uma abordagem holística de melhoria contínua. Essa abordagem contempla todas as dimensões tecnológicas, organizacionais e humanas necessárias para o sucesso.  

As empresas líderes reconhecem que a jornada para obter excelência operacional através da transformação digital pode ser longa. Além disso, os benefícios aumentam à medida que a organização desenvolve a capacidade de usar ferramentas mais sofisticadas e aplicá-las em suas operações.  

A gestão 4.0 surgiu em resposta às mudanças motivadas pela transformação digital e da automação de processos nas indústrias. A incorporação de tecnologias em praticamente todo o processo de produção, tornou necessário que líderes e gestores buscassem novas formas de engajar os colaboradores com as ferramentas da indústria 4.0, visando aumentar a produtividade e eficiência dos processos.   

Os fundamentos da gestão 4.0   

Para garantir que os processos de negócio sejam rápidos, precisos e eficientes, o gerenciamento inovador possui algumas bases fundamentais. Além disso, nesse novo modelo de gerenciamento, a relação da liderança com a equipe sofre alterações. Veja a seguir quais são os pontos norteadores da gestão 4.0:  

Automação 

A automação e a virtualização dos processos, são formas de deixar processos cada vez menos manuais, permitindo a análise de dados em tempo real e uma tomada de decisão mais assertiva. Além do ganho de eficiência, ferramentas tecnológicas desse tipo estão mais acessíveis e adequadas para qualquer tipo de empresa.  

Os benefícios da automação incluem a otimização dos processos internos, o aumento da produtividade, a redução do retrabalho, a qualificação do atendimento e a segurança dos dados. 

Equipes de alto rendimento  

Bons profissionais são fundamentais para o sucesso de qualquer negócio. Mesmo com toda a tecnologia, são as pessoas que pensam em estratégias e colocam os processos para funcionar.  

Na Gestão 4.0, eficiência e produtividade são conceitos centrais, pois o mercado está cada vez mais competitivo. Portanto, investir fortemente na qualificação dos profissionais e valorizar habilidades individuais são caminhos que resultam em equipes de alta performance. 

Abordagem centrada no cliente   

Na gestão 4.0, o cliente é o foco principal. É necessário entender profundamente quais são as necessidades dessas pessoas para garantir uma boa experiência de compra e a tão almejada fidelização. Além disso, no novo modelo de gestão, as ações são pautadas na avaliação da jornada para identificar gargalos nos produtos ou serviços; no fortalecimento da comunicação com os consumidores e seus feedbacks.   

Canais diversificados  

Ao centrar a sua abordagem no cliente, fica mais fácil entender quais canais de comunicação ele utiliza e como prefere ser contatado. Nesse sentido, oferecer várias opções faz toda diferença no sucesso de uma estratégia de contato e aproximação com os clientes.

Na Gestão 4.0 as empresas devem ser multicanais: a comunicação acontece por redes sociais, e-mail, telefone, chatbots, além da presença com lojas físicas e online. Dessa maneira, o intuito é suprir todas as expectativas de consumo e obter feedbacks para novas ideias de divulgação e comercialização de seus produtos ou serviços. 

Big Data  

Big Data pode ser traduzido como sendo o acúmulo de uma grande quantidade de dados gerados pelos consumidores em diferentes plataformas, como mídias sociais, interações em e-mail, questionários e até dados cadastrais. Isolados, esses dados não dizem muita coisa, mas quando cruzados, permitem conhecer melhor o perfil de seu consumidor.   

Integração dos setores   

Uma característica marcante da gestão 4.0 é a integração dos setores. Para manter a padronização e eficiência dos processos, é importante manter a harmonia do fluxo de operações e as atividades interligadas, fator que contribui muito com o fortalecimento da cultura e identidade das empresas.    

Dessa forma, a horizontalização dos setores favorece a conexão entre equipes e facilita a integração das tarefas, além de também diminuir falhas de comunicação.   

Como implementar a Gestão 4.0 

Desenvolver um plano de gestão 4.0 pautado na transformação digital dentro da indústria é uma tarefa desafiadora. Para começar, aposte na coleta e uso de dados para entender os seus resultados e identificar os pontos de melhoria.

Em primeiro lugar, invista na digitalização dos processos, pois a Gestão 4.0 é fruto da transformação digital e, portanto, é um pilar essencial para a empresa conquistar produtividade, reduzir custos internos, agilizar as tarefas e melhorar a qualidade dos produtos e serviços.  

Além disso, outro benefício da digitalização dos processos é a possibilidade de corrigir erros e estruturar melhor a cadeia produtiva. Novamente, nesse contexto, os dados são fundamentais.  

Ainda com a digitalização, a coleta de informações é facilitada. E é a partir deles que as lideranças conseguem ter insights positivos, ajustar no que for necessário e promover a inovação. 

A Dynamox ajuda a implementar a gestão 4.0 nas indústrias

Por ser uma empresa orientada pelos princípios da transformação tecnológica, a solução Dynamox é fruto da indústria 4.0. Nossa solução é pensada do início ao fim para suprir todas as suas necessidades e demandas no contexto da digitalização industrial. Isso é possível pois a solução oferece algoritmos inteligentes, permite a disponibilidade de informações em tempo real e também o acesso facilitado aos dados.  

Dessa maneira, o monitoramento remoto dos parâmetros operacionais de máquinas e componentes geram dados preciosos. Desse modo, torna a tomada de decisões de gestores de manutenção que buscam mais economia, segurança e confiabilidade para a planta industrial, mais assertiva. 

Os sensores remotos de vibração e temperatura sugiram no conceito IOT. Com tecnologia de ponta, conseguem transmitir dados de forma constante, 24 horas por dia, para a plataforma. Esses dados ficam armazenados em nuvem e disponíveis para análise e histórico.

Além disso, ferramentas como a de análise automatizada de falhas e dashboards inteligentes atualizados em tempo real, são somadas ao hardware para entregar uma solução completa – pautada nos princípios da indústria 4.0, com a tecnologia mais recente disponível e pensada para atender as indústrias dentro das necessidades de cada uma.  

Nem sempre essas indústrias estão em um contexto no qual a comunicação online é fácil. Mas, faz parte também desse contexto uma atuação conjunta para definir a melhor forma de transmitir os dados remotamente, implantando sistemas de comunicação que possam sustentar a tecnologia e propiciar o avanço em eficiência e confiabilidade. 

Gostou do nosso material? Leia mais sobre o setor de manutenção acessando nosso blog ou tire suas dúvidas falando com um de nossos especialistas.   

Assine a newsletter e receba os nossos conteúdos


Compartilhe:

Twitter
LinkedIn
Facebook

Assine a newsletter e receba os nossos conteúdos

Não perca as novidades e atualizações da Dynamox

Dynamox S.A

Rua Coronel Luiz Caldeira, nº 67, bloco C - Condomínio Ybirá Bairro Itacorubi, Florianópolis/SC, CEP 88.034-110 | Telefone: +55 48 3024-5858