Detecção de falha em correia transportadora via análise de vibração

2 de janeiro de 2023
Detecção de falha em correia transportadora via análise de vibração

Leia sobre o uso prático de autocorrelação e forma de onda circular abaixo.

Um problema de acoplamento foi identificado e corrigido em uma correia transportadora da Usina de Cauê da Vale, em Itabira-MG, através do monitoramento da condição com sensores de vibração triaxiais da Dynamox. No vídeo a seguir é possível ver também a imagem do acoplamento, que mostra danos no elemento elástico e nos parafusos. 

Uma correia transportadora é um ativo crítico para o processo produtivo de mineração e pode percorrer longas distâncias, por isso o sensor de vibração sem fio é tão relevante para acompanhamento do ativo. O acoplamento, por sua vez, é responsável pela ligação entre o motor e o redutor, podendo apresentar em alguns casos, desgastes e desalinhamentos. 

O caso foi registrado na Plataforma DynaPredict, onde o sensor instalado no motor no lado acoplado começa a mostrar a instabilidade a partir de setembro de 2022, com níveis de vibração em evolução e atingindo um nível ainda mais crítico no mês de outubro.  

Veja no gráfico abaixo utilizado para análise de vibração, que mostra que os níveis de evolução ultrapassaram a linha pontilhada em vermelho, sinalizada pela plataforma web como um estado crítico de evolução.

Histórico de dados – Acompanhamento da evolução e pós-intervenção

Ferramentas auxiliam na identificação de falhas

Conheça algumas das ferramentas disponíveis na plataforma DynaPredict para identificar a causa raiz da evolução desta falha de forma detalhada no vídeo ao fim deste texto.  

Dentre elas, consta o espectro de cascata que possibilita a visão de diversos espectro de forma 3D, trazendo maior evidência à evolução identificada, caracterizando a perda de rigidez do acoplamento, desgaste do elemento elástico e desalinhamento entre os componentes.

Cascata de espectros com identificação da falha e pós-intervenção

Além da cascata espectral, outra ferramenta disponível e utilizada para a identificação da falha nesse ponto foi a autocorrelação. Combinada com a visualização circular abaixo constata-se a anormalidade no acoplamento de entrada, caracterizado pelo deslocamento lateral do ciclo.

Gráfico de autocorrelação e forma de onda circular

Mais informações da análise da autocorrelação são apresentadas no vídeo. 

Com a ajuda dos gráficos utilizados para a análise de vibração, ficou evidenciado o ponto a ser analisado e programada a intervenção para a substituição. 

Após a intervenção, os níveis dos gráficos caíram consideravelmente, demonstrando a eficiência da ferramenta de coleta e do trabalho do time de manutenção da Vale. Entretanto, no gráfico mesmo com os níveis apresentando queda na amplitude, é possível verificar na terceira harmônica que permaneceu um desalinhamento residual, que não afeta diretamente o equipamento, mas que em uma manutenção programada é possível corrigir. 

Confira o vídeo com nossa gerente de operações, Caroline Menegat e o especialista em análise de vibração da Dynamox, Joel Nunes. 

Quer saber mais sobre como o monitoramento da condição de ativos pode aumentar a vida útil e otimizar custos da sua indústria? Saiba como fazer o acompanhamento em correia transportadora industrial com sensores de vibração e as ferramentas do DynaPredict, baixando este e-book.


Canais de Comunicação

Assine a newsletter e receba os nossos conteúdos

DynaPredict
Empresa
Conteúdo
Suporte
Unidades
icon

icon
icon
icon
icon
icon

@ Dynamox.

Todos os Direitos Reservados.

ISO
Great Place To Work

@ Dynamox.

Todos os Direitos Reservados.