Manutenção industrial: como convencer seu gestor que gasto com manutenção é investimento e não despesa

Manutenção industrial: como convencer seu gestor que gasto com manutenção é investimento e não despesa

Como já comentamos aqui no blog, a manutenção é ainda vista por muitas empresas como um centro de custo, um mal necessário. Por conta disso, é comum que o setor enfrente resistência dos gestores industriais ao requisitar recursos para investimentos, principalmente quando a empresa passa por uma crise, interna ou externa, que afeta o negócio.

Aliado a isso, muitas vezes os benefícios em adotar melhores práticas de manutenção, implantar tecnologias no processo e investir de maneira geral no setor são bem claros para a equipe envolvida, entretanto, não tão óbvios para quem não é especialista na área.

Por isso, fica o desafio: como justificar investimentos na manutenção e superar essa resistência encontrada?

Sugerimos algumas práticas que podem ajudar nessa tarefa:

reunião empresário planilhas

Justifique com números

Primeiramente, propomos que você e sua equipe tratem a manutenção como um investimento em capacidade produtiva.

Com isso em mente, antes de tentar convencer os gestores da empresa a investirem em um programa ou em melhorias na manutenção, é preciso coletar dados, ter embasamento técnico.

Comece pesquisando alguns dados básicos:

  • Qual é a capacidade total de produção da empresa ou do setor para o qual você está buscando investimento?
  • Qual é a “eficiência” atual? Caso não tenha dados prontos, você pode estimar essa métrica, avaliando a produção real em um período dividido pela produção teórica, se tudo funcionasse na velocidade máxima durante todas as horas de operação. A eficiência tem relação direta com gastos, portanto tente estimar também em termos monetários o quanto isso representa. Redução de gastos e aumento de faturamento é música para os ouvidos de qualquer gestor.
  • Quantas paradas inesperadas a empresa / setor teve nos últimos meses?
  • Qual a quantidade ou porcentagem de produtos defeituosos produzidos?

Procure reunir o maior número possível de informações. Busque por KPIs que possam ajudar a mostrar a situação atual. Talvez seja necessário envolver outros setores, como o de produção. Algumas empresas possuem um setor próprio de controladoria, que também pode ajudar nessa tarefa.

Finalmente, faça algumas estimativas, desenvolva planos para justificar sua proposta. Tente, por exemplo, estimar qual seria o impacto do investimento em termos de capacidade, eficiência de produção e economia de gastos.

Fale a língua dos gestores

Se você ou sua equipe quer convencer os gestores a não cortar gastos ou a investir mais recursos na manutenção, use uma linguagem que eles entendam. Evite termos extremamente técnicos sobre os quais eles não possuem conhecimento.

Por exemplo, caso você esteja tentando justificar investimentos no monitoramento da vibração de ativos críticos, fale em termos gerais sobre o assunto, aponte os benefícios da prática, quais os ganhos para a empresa. Falar sobre as frequências de falha de um rolamento específico provavelmente não vá agregar na sua tarefa de convencê-lo, muito pelo contrário, pode confundí-lo e fazê-lo questionar sobre a real necessidade do que você está propondo.

reunião funcionários indústria

Envolva outros setores

O apelo de dois ou mais setores demandando por mais recursos para a manutenção de máquinas certamente terá mais impacto na hora de demandar investimentos. Procure envolver colaboradores de outros setores que possam se interessar e corroborar com sua demanda. Por exemplo, o setor de produção provavelmente também terá interesse em práticas que façam com que as máquinas operem mais rápido e continuamente, pois isso impacta positivamente na produção. O setor de qualidade também estará interessado em melhorias que diminuam o número de produtos defeituosos ou o retrabalho. Use esses setores como aliados!

Caso você tenha acesso a dados de KPIs, procure encontrar quais deles envolvem ao mesmo tempo o seu e outros setores. Você pode usá-los como ponto de partida para conquistar aliados e ganhar maior embasamento técnico sobre o assunto.

Segurança

Investimentos em manutenção geralmente aumentam os níveis de operação segura e contínua de plantas e, ao reduzir a probabilidade de quebra inesperada de equipamentos, a segurança dos colaboradores também é afetada positivamente.

Apresente dados de acidentes e incidentes, números e gravidade, caso tenham ocorrido e caso você acredite que maiores investimentos possam ajudar a evitá-los.

Voltando ao exemplo de investimentos para monitoramento de ativos, caso você esteja buscando recursos para um sistema de monitoramento sem fio, como a solução DynaPredict, argumentos como riscos para inspecionar certos componentes, máquinas em ambientes insalubres ou em altura podem ser usados como forma de viabilizar o investimento.

Além disso, as exigências de adequação à NR12 vem se tornando maiores, buscando justamente prevenir acidentes e incidentes de trabalho. Use-a como aliada.

reunião funcionários indústria

Motivação de pessoal

Sua equipe de manutenção vive “apagando fogo”? Se a resposta é sim, questões como motivação e qualidade do trabalho, podem ser bons argumentos para demandar maiores investimentos em melhorias.

Isso porque uma planta com um sistema de manutenção falho e fortemente reativo pode acarretar em carga de trabalho extra para os funcionários, estresse devido ao trabalho sob pressão, decisões e operações precipitadas devido à correria nos atendimentos, entre outros pontos negativos, podendo assim impactar na motivação, na qualidade de trabalho e na rotatividade da equipe.

Um sistema organizado, que permita que um programa de PCM (Planejamento e Controle da Manutenção) seja bem realizado, impacta positivamente na motivação e na moral da Equipe, resultando em um maior engajamento dos membros.

Faça com que o gerente industrial entenda essas questões e dê exemplos de situações que vem ocorrendo dentro da empresa para corroborar com sua visão.

Menos inventário

Sua empresa conta com um grande inventário de peças de reposição? Quando são necessárias, essas peças estão em bom estado, prontas para serem colocadas em operação?

Máquinas e componentes muito tempo parados no estoque podem deteriorar, enferrujar ou apresentar problemas que inutilizem ou requeiram manutenção antes mesmo de serem colocados em operação.

Isso é comum na sua empresa? Se sim, esse pode ser um bom argumento na busca por soluções de manutenção que aumentem a confiabilidade das máquinas em operação e diminuam a necessidade de peças de reposição.


Estas são algumas práticas que podem justificar aos gestores a necessidade de investir em melhorias e novas tecnologias para o setor de manutenção.

Lembrou de mais alguma ao ler o texto? Compartilha com a gente!